Empresa Especializada em Gestão de Energia – Futtura Energy
Sudeste fecha março com volume de 35,3% e não recupera marca de 2020

A primeira revisão do Programa Mensal de Operação do Operador Nacional do Sistema Elétrico indica uma redução no volume de energia natural afluente em quase todo o país. O mês de abril começa a dar forma ao período seco, caracterizado por uma menor intensidade de chuvas, diferente do que tradicionalmente acontece no período úmido, que começa por volta de dezembro e termina em março.

Os reservatórios do submercado Sudeste/ Centro-Oeste terminaram o mês de março com volume de 35,3%.  No mesmo período do ano passado a região registrava 51,3%, porcentagem bem acima do registrado atual. Apenas a região Norte deverá ter melhora de 89% para 94% da média de longo termo.

Na região Sul, que no ano passado encerrou março com a marca de 17,2%, em um ano conseguiu se recuperar e registrar volume de 61,6%. O Nordeste também demonstrou queda nos níveis, saindo dos 79,3% em 2020 para 68,5% este ano. Já o Norte, com 77,9% foi outra região que registrou em março a hidrologia melhor que a de 2020, quando fechou o mês com volume de 71,6%.

O fenômeno climático La Niña, que representa a redução da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico, segue perdendo força. Há uma tendência de que a região entre em neutralidade, o que significa que ela não vai ser afetada nem pela La Ninã nem pelo El Niño, fenômeno caracterizado pelo aquecimento anormal das suas águas, seguido por ventos alísios mais fracos. A perspectiva do Climate Prediction Center indica há chance de 62% de transição do La Niña para a neutralidade, ficando assim durante o outono e inverno 2021.

A neutralidade traz uma imprevisibilidade grande para o sistema. A falta de um período úmido capaz de recuperar os reservatórios pode fazer com que o período seco vire um elemento complicador para o sistema. De acordo com Gyslla Vasconcellos, head de modelagem climática e inteligência climática da Mercurio Comercializadora, o elemento da neutralidade agora pode dificultar mais ainda o tempo seco .”Como estamos entrando em um período seco em baixa grande nos reservatórios e não tivemos um período úmido suficiente, poderemos ter um período seco bastante difícil”, observa.

Bem-vindo a Futtura!
Precisa de ajuda?
+ 55 (11) 95327-1417 / +55 (11) 4858-1907
contato@futturaenergy.com
Criação de Sites Para Empresas